Vídeos online impulsionam vendas do e-commerce e de outros setores digitais

O grande consumo de vídeos online em todo o mundo, inclusive no Brasil, transformou esse formato em uma poderosa ferramenta de marketing digital. Isso pode ser visto no impacto causado no e-commerce, que começou a apostar na ideia e está conseguindo bons resultados.

Na China, por exemplo, algumas plataformas estão começando a usar os vídeos para simularem uma compra ainda mais humana, com transmissões em tempo real e campanhas no formato audiovisual.

Segundo pesquisa realizada recentemente, e divulgada no site SAN internet, os conteúdos em formato de vídeo possuem cerca de 15% de maior probabilidade em atrair um cliente para comprar online.

Isso significa que uma campanha em formato de texto, seja um banner ou até mesmo um texto para blog, não tem o mesmo impacto que um vídeo online. Apesar de toda essa variedade ser importante no marketing, o e-commerce está começando a enxergar o maior potencial de campanhas assim.

Um dos melhores exemplos pode ser a loja Magalu, antigamente conhecida como Magazine Luiza. A empresa é uma referência em publicidade na internet, e tem recentemente focado na criação de conteúdos de vídeos online.

O canal no YouTube com quase 3 milhões de inscritos, por exemplo, é atualizado diariamente com ofertas, informações e até mesmo promoções exclusivas. A ideia de aproveitar o grande alcance dos vídeos foi feita com perfeição pela empresa de Luiza Helena Trajano, uma das empresárias mais importantes no concorrido setor do e-commerce brasileiro.

O Mercado Livre, a Lojas Americanas e a Reserva são outras lojas que merecem destaque. Todas elas criaram campanhas online, sempre com o foco em vídeos, e nas redes sociais mais populares, como o Instagram e o Facebook. Entretanto, essa não é uma tarefa simples, pois um bom vídeo promo online exige algumas atenções no formato e no conteúdo.

A ideia não é fazer uma propaganda da TV para a internet, mas sim criar algo direcionado para os potenciais consumidores online, e isso significa um grupo mais amplo de pessoas. As empresas que citamos se destacaram justamente por conseguirem falar a mesma língua da internet, com campanhas diferenciadas e totalmente focadas na interatividade que os vídeos online oferecem.


Mais interatividade no futuro

Os vídeos online não estão causando impacto no e-commerce apenas com campanhas publicitárias, pelo menos não na China. Além de usar as principais plataformas para atingir mais pessoas, empresas do país asiático também estão começando a experimentar os vídeos com o objetivo de humanizar as compras online.

O grupo Alibaba, por exemplo, tem investido para que o streaming se transforme em um meio de realizar compras em tempo real.

A ideia é que o e-commerce deixe de ser apenas um site com produtos, e transforme-se em uma experiência mais dinâmica e interativa. Isso é o marketing digital ganhando novas formas, mostrando como é essencial para todos os setores, e não apenas o do comércio virtual.

Outras áreas, como o entretenimento digital e a educação, também estão investindo no uso de ferramentas digitais para atrair a atenção das pessoas na internet. Algo que promete dar resultados positivos no futuro.

O e-commerce foi um dos setores que mais cresceu entre 2020 e 2021, principalmente na crise que afetou todo o mundo.

A mesma coisa aconteceu com os vídeos online, e a união dessas duas áreas parece ser perfeita em resultados. As empresas que souberem usar isso mais cedo, como fez a Magalu, conseguirão tirar um bom proveito. O marketing digital funciona dessa maneira, e estar atualizado é essencial para acompanhar essas mudanças, seja no e-commerce ou em qualquer outro setor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.